Leitoras criam o clube de leitura #leiamulheres Sertãozinho
10/10/2017

voltar
Leitoras criam o clube de leitura #leiamulheres Sertãozinho

Um clube de leitura feito para as mulheres. Estamos falando do movimento #leiamulheres Sertãozinho, que iniciará suas atividades no próximo dia 21, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, por meio da Biblioteca Pública “Dr. Antônio Furlan Júnior”.

“Mas, por que um clube de leitura feminino?” Se você fez-se essa pergunta, aqui vai a explicação: em 2014, a escritora Joanna Walsh propôs o projeto #readwomen2014 (#leiamulheres2014), que consistia, basicamente, em incentivar as pessoas a lerem mais escritoras, já que o mercado editorial ainda é muito restrito, e as mulheres não possuem a mesma visibilidade que os autores do gênero masculino.

O movimento foi se expandindo e chegou ao Brasil, em 2015, adaptando a ideia original para algo presencial em livrarias e espaços culturais. Um convite à leitura de obras escritas por mulheres, de clássicas a contemporâneas.

A ideia do clube #leiamulheres Sertãozinho é ser uma roda de conversa, cabendo às mediadoras conduzir os debates e deixar todas à vontade para compartilharem suas impressões sobre a leitura.

O primeiro encontro do clube de leitura será na Biblioteca Municipal, no próximo dia 21, sábado, às 10h. A participação é gratuita, porém, é importante que a leitura do livro indicado seja feita anteriormente, para que o debate no dia do encontro seja produtivo.

A primeira obra analisada pelo clube de leitura será o livro “Para educar crianças feministas: um manifesto”, da autora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie. A ação terá como mediadora a bibliotecária Rafaella Silva Fernandes Andrade.


Fonte: Assessoria de Comunicação PMS
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •