Mais 407 casas em Cruz das Posses
09/11/2017

voltar
Mais 407 casas em Cruz das Posses
Em foco: o Distrito de Cruz das Posses / Foto – Adilson Lopez

Governo Federal publica no Diário Oficial portaria com os municípios habilitados no Programa Minha Casa Minha Vida

Esta semana começou com uma boa notícia para os moradores de Sertãozinho com a publicação da portaria de nº 627, de 03 de novembro, e publicada na última segunda-feira, dia 06, que divulgou as cidades habilitadas para receber recursos para a construção de unidades habitacionais do Programa “Minha Casa Minha Vida”.

O Distrito de Cruz das Posses aparece na lista, após o empenho da Administração Municipal em apresentar um projeto pleiteando 407 casas através do programa.

A ação é fruto de um trabalho, liderado pelo prefeito Zezinho Gimenez, e animou a Administração Municipal com um todo, já que, com essa conquista, uma demanda será atendida com a construção das novas unidades habitacionais.

Segundo Gimenez, o fato é que, com a publicação da portaria o município está habilitado para dar início ao processo, que é dividido por fases. “Temos que agradecer o apoio do deputado federal Baleia Rossi, que fez a ponte e nos ajudou muito. A próxima fase é a assinatura do contrato, e vamos ter que cumprir as outras etapas. É um procedimento de praxe. Nós estamos muito felizes, pois com essa medida atenderemos não somente os moradores do Distrito, mas de Sertãozinho também”, explicou Zezinho.

Durante o trabalho para conseguir o convênio, o município, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento, apresentou uma área no Distrito para a construção dessas casas. O local conta com mais de 8 alqueires, o que corresponde a, aproximadamente, 200 mil m².

“Como mencionado, teremos que cumprir algumas etapas. As demais tratativas, como início da formalização do convênio e a obra propriamente dita, deverão ocorrer no próximo ano”, declarou Gimenez.

É válido lembrar que, o Programa “Minha Casa Minha Vida” Faixa 1 atende uma demanda específica da sociedade, que é a população de baixa renda. “Quando contemplados, os beneficiados pagam uma parcela relativamente pequena”, concluiu o prefeito.


Fonte: Assessoria de Comunicação PMS
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •