O brasão de armas do município de Sertãozinho
09/12/2009

voltar
O brasão de armas do município de Sertãozinho

Descriçao Heráldica — Brado de formato redondo português partido e cortado, encimado por uma coroa mural. Em campo de ouro, no primeiro quartel, a imagem de Nossa Senhora Aparecida; no segundo, de goles (vermelho) duas coroas murais de prata; no segundo campo de sínople (verde) uma faixa de prata. Como suportes, a destra, um ramo de café frutificado na sua cor natural, e, a sinistra, um feixe de cana, na sua cor natural. No fundo ou abismo do brado, um listel de prata, com letras de goles (vermelho) a legenda latina “Fides et Labor” ladeantes as datas 10-3-1885 e 5-12-1896.

Simbologia do brasão — O escudo redondo português, evoca a história do Brasil e asua ascendência lusíada.

Campos do brasão — O primeiro campo de ouro, é a riqueza espiritual e material do povo de Sertãozinho, que tanto tem feito pela grandeza de São Paulo e do Brasil; o segundo campo de goles (vermelho), é a disposição da gen¬te deste privilegiado município paulista à luta e ao trabalho intenso, pelo bem da nacionalidade. O segundo campo, do brado de sínople (verde), é o simbolismo da fertilidade do solo e a sua exuberância.

Símbolos do brado — A imagem de Nossa Senhora Aparecida perpetua o fato profundamente histórico de ter sido o nome de Arraial de Nossa Senhora Aparecida de Sertãozinho, o nome primitivo do arraial que deu margem à fun¬dação da cidade: as duas coroas murais, de prata, são os dois Distritos formadores do Município: Sertãozinho e Cruz das Posses; no fundo ou abismo do Brasão, uma faixa ondulante de prata, que na ciência heráldica é simbolizadora dos cursos d’água, lembra o rio Pardo, vivificador de suas terras e ao qual se ligam o rio Mogi-Guaçú e os cursos Onça e Sertãozinho.

Símbolos exteriores —O ramo de café frutificado, na sua cor natural colocado à destra do Brasão lembra o trabalho dos paulistas, que fizeram erguer no seu território, a onda verde de seus cafezais que constituíram o elemento de base à consolidação do crédito do Brasil no exterior; o feixe de cana, colocado à sinistra do Brasão, é a lembrança da produção canavieira, a mais importante do Município de Sertãozinho; o listel de prata, com forro de goles (vermelho) traz a legenda “Fides et Labor” que simboliza e evoca as preocupações máximas do povo de Sertãozinho, devotado a Deus por sua Fé inabalável e à pátria por seu trabalho fecundo, constante, cívico e altamente produtivo. Esta legenda tem ladeantes as datas “10-3-1885” e “5-12-1896”, respectivamente datas da fundação do distrito e instituição do Município pela Lei de n.0 463.

O Brasão de Armas do Município de Sertãozinho deve-se à iniciativa do nosso conterrâneo, o deputado estadual Antônio Oswaldo do Amaral Furlan, que incumbiu da simbologia das peças interiores e externas do Brasão o conhecido heraldista e historiador Enzo Silveira, da Comissão de Heráldica do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, do Instituto Genealógico Brasileiro e pertencente a várias entidades congêneres do extrangeiro.

O desenho do Brasão ficou a cargo do desenhista José Arnaldo de Azevedo.
(1) O projeto de lei Instituindo o Brasão de Armas do Município de Sertãozinho foi apresentado na sessão da Câmara Municipal no dia 3 de Agosto de 1956 pelo vereador Dr. Antônio Furlan Junior’, sendo aprovado por unanimidade.


  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Faça um
    Comentário
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários

Nenhum comentário até agora.