Sertãozinho adere ao Programa Estadual “Criança Feliz”
13/07/2017

voltar
Sertãozinho adere ao Programa Estadual “Criança Feliz”
Da esquerda para a direita, a secretária adjunta, Janaína Crosara; a secretária municipal de Assistência Social e Cidadania, Tatiane Cristina Pereira Guidoni; o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro; a coordenadora do CRAS 3, Dal

O município de Sertãozinho aderiu, recentemente, ao Programa “Criança Feliz” – inciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, que tem por objetivo principal promover o desenvolvimento humano a partir do apoio e do acompanhamento do desenvolvimento infantil integral na primeira infância.

Assim, na última semana, representantes do município marcaram presença no 1° Seminário sobre o Programa “Criança Feliz”, que aconteceu na cidade de São José do Rio Preto: a secretária de Assistência Social e Cidadania, Tatiane Cristina Pereira Guidoni; a secretária adjunta, Janaína de Cássia Braga Mói Crosara; a coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS 3), Daliany Priscilla Soriano; e, representando a Secretaria Municipal de Educação, o supervisor de ensino Sidnei Roberto Fernandes.

É importante pontuar que, com essa participação, Sertãozinho conquistou uma quantia no valor de R$ 100 mil, que será destinada à mobilização, implantação e execução do Programa no município. “Participar de ações que somam para o aprendizado e para que o coloquemos em prática em favor do próximo é muito válido. E esse seminário veio para esclarecermos dúvidas e aprimorarmos mais as informações referentes ao Programa ‘Criança Feliz’, para que o executemos de forma satisfatória e que tenha resultados positivos em nossa cidade”, disse a secretária de Assistência Social e Cidadania, Tatiane Cristina Pereira Guidoni.

O Programa “Criança Feliz”, que integra o Sistema Único de Assistência Social (SUAS), realiza ações como: visitas domiciliares, qualificação dos serviços socioassistenciais e de acolhimento, além do fortalecimento da articulação da rede socioassistencial e da intersetorialidade nos territórios entre políticas públicas, especialmente, os setores como assistência social, saúde e educação.


Fonte: Assessoria de Comunicação PMS
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •